nossos cursos

Curso de Controladoria

Introdução 

O objetivo desse curso é apoiar os gestores no processo de implantação da área de controladoria financeira e administrativa nas empresas. Iremos expor em tópicos o passo a passo dessa implantação citando exemplos de demonstrando os resultados a serem obtidos.

A conjuntura econômica brasileira e mundial caracteriza-se pelo aumento no nível de complexidade e competição, o que torna desafiante a manutenção das atividades das empresas de forma lucrativa. Neste cenário, a informação assume papel relevante, pois influencia, diretamente, na qualidade das decisões tomadas pelos gestores que, a todo o momento, precisam se posicionar sobre questões relacionadas à inclusão e retiradas de produtos do mercado, internalizar ou terceirizar a produção, ampliar as linhas de produtos e mercados, entre vários outros temas que precisam ser decididos todos os dias.

A Controladoria contribui para auxiliar os gestores neste novo cenário desafiador como fonte de informação de onde provêm os números que serão base para a tomada de decisão. Os gestores “devem atuar de forma sincronizada no sentido de gerarem, com suas ações, os melhores resultados possíveis com o menor sacrifício de recursos”

Dividimos a ementa nos seguintes tópicos:

  • Conceitos: 

    • Definição 

A controladoria como um órgão dentro da empresa que tem como objetivo a adoção de técnicas que fornecem informações precisas, colaborando para o alcance das metas estabelecidas pela alta administração, garantindo, assim, a continuidade das operações empresariais.

    • Sistemas de Informação

Os sistemas de informação são as formas de levantamento de dados da empresa que auxiliam o Controller no desenvolvimento do seu trabalho e apoiam o gerenciamento da organização. A Controladoria depende muito desses sistemas de informações, pois é através destes que será estruturada a análise de controle.

    • Práticas de Controladoria Aplicadas a Gestão Financeira e Administrativa

As decisões gerenciais envolvem complexos critérios e uma vasta análise, pois qualquer decisão pode representar algum risco para o negócio. Por conseguinte, as decisões gerenciais devem estar pautadas em dados concretos. Consequentemente, as ferramentas de análise gerencial, tanto financeira, como administrativa, surgem como pilar para essas decisões.

    • Práticas de Gestão de Custos e Resultado

A cada dia as organizações têm que se moldar às mudanças do mercado, que apresenta grande competitividade. Neste sentido, o sistema de custeio se torna algo indispensável para qualquer empreendimento, visto que o gestor opta em dar atenção especial para os setores deficitários, e com a análise dos custos pode identificar quais são.

Outros conceitos importantes que devem ser analisados são o ponto de equilíbrio, margem de contribuição, margem de segurança e alavancagem operacional.

    • Práticas de Análise e Gestão Financeira

A análise financeira é utilizada para fins de controle e de tomada de decisão dos gestores. Através deles a empresa mensura quanto pode gastar e se terá capital de investimento suficiente. O melhor instrumento de controle financeiro é o conhecido fluxo de caixa, muito importante tê-lo justamente para saber o fluxo de dinheiro diário da empresa. A elaboração do fluxo de caixa deve conter o saldo inicial do dia, entradas e saídas, e o saldo final do caixa diário; simples e eficaz.

A análise financeira é feita através de índices financeiros, como se demonstram a seguir os principais indicadores. Este método de análise tem como base da informação o balanço patrimonial da empresa, consiste em comparar contas contábeis para tirar conclusões da situação econômico-financeira da empresa. É interessante sempre analisar uma demonstração acima de um ano, para os resultados serem mais concisos.

  • Compilação de Dados

    • Fechamento Fiscal, Financeiro e Contábil;

É importante destacar a engrenagem interna da empresa que as rotinas sejam atendidas no prazo as as áreas ligadas a Diretoria Financeira atuam em conjunto de modo a realizarem suas rotinas em sincronia, assim a contabilidade se encerra em um prazo hábil e então se inicia o trabalho da controladoria.

    • Conciliação das Contas Contábeis;

É muito crítico em uma empresa você “fazer o certo sobre uma base errada” então é importante abordar o trabalho de conciliação adequado dos saldos contábeis que refletem depois em indicadores precisos de balanço e desempenho da empresa.

    • Adequação das receitas, custos e despesas conforme centros de custos da empresa;

A correta classificação dos saldos nas demonstrações de resultado implica em uma análise mais precisa das margens operacionais da empresa, além de fornecer também um retrato fiel do desempenho de áreas chaves comandadas pelas diversas gerencias da empresa.

    • Encerramento do Balanço Contábil;

Com a conclusão de todas as rotinas financeiras e fiscais a contabilidade é a responsável pela finalização do balanço e consequentemente de sua entrega para o início dos trabalhos da controladoria.

    • Consolidação dos dados Contábeis;

A controladoria inicia um trabalho de transformar dados em informações e executa a compilação dos resultados da empresa através da consolidação do balaço e agrupamento de contas em uma visão mais gerencial dos saldos contábeis.

    • Relatórios de Controladoria;

Conforme a demanda de cada empresa, a controladoria prepara visões do negócio para atender as diretorias, ao conselho, ao presidente e assim proporciona uma discussão de qualidade quanto a real situação da empresa e quais as ações deve tomar para um melhor desempenho futuro.

  • Exemplos práticos

    • Implantação de Controladoria – Velsis;
    • Implantação de Controladoria – Domínio Transportes.;
    • Criação de um Dashbord;
    • Apresentação dos Resultados para Conselho de Administração ou Presidência;

Previsão:

Data prevista mediante o fechamento de turmas.

Curso ministrado por:

Carga horária:

Valores:

Preços especiais para grupo de pessoas.

Conheça os instrutores:

%name%
%name%
Curso de Controladoria
Érico F. Gonçalves
Começou carreira em 2004 como trainee na KPMG Auditores Independentes atuando como auditor externo adquirindo experiência em várias empresas do segmento industrial, automotivo, fertilizante e serviços. Em 2007 ingressou como auditor interno no grupo Brookfield executando atividades em usinas hidrelétricas/ PCH´s no país e demais empresas do grupo que atuam nos setores Imobiliário, Shopping Centers e Agribusiness. No ano de 2009 assumiu para implantar na Bematech S/A (empresa líder nacional no ramo de automação comercial e software de gestão de varejo) as áreas de Auditoria Interna e Gestão de Riscos, onde permaneceu por 5 anos se reportando diretamente ao Presidente e ao Conselho Fiscal. Pela Bematech executou trabalhos no Brasil e exterior (EUA e Argentina) em todas as áreas da empresa, apoiando o processo de expansão e aquisição de empresas. Em 2013 foi convidado para ser Controller e estruturar Family Office pertencente ao Dr. Geninho Thomé (fundador da Neodent), fazendo gestão de ativos financeiros e projetos na economia real (imobiliário e indústria) em valores superiores a R$ 1Bi. Com a estruturação do Family Office concluída assumiu a Diretoria Financeira da Velsis S/A em 2016 a pedido de um fundo de investimento (Trivela M3), e assim, ocupou o cargo de CFO onde foi o responsável em alavancar a empresa através de captações estratégicas, internalizar a contabilidade e estruturar toda a área financeira. Assim, sua experiência como Diretor Financeiro (CFO), Controller e Auditor fundamenta os seus conhecimentos em finanças corporativas, fluxo de caixa,  captações bancárias, análise de investimentos, Valuation, aquisições de empresas, controladoria, demonstrações financeiras, auditoria externa, auditoria interna, controles internos, mapeamento e implantação da gestão de riscos corporativos e Compliance, normas internacionais de contabilidade (IFRS), analises financeiras e operações de duediligence, estruturação de investimentos de “Family Office” com mapeamento de oportunidades e consolidação de indicadores de rentabilidade.
Curso de Controladoria
LEANDRO G. FERREIRA
Contador e Mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná. Cursando MBA em Finanças e Controladoria na USP. Começou sua carreira atuando no controle de frota e gestão de ativos da Ouro Verde. Em 2012 foi para o Banco HSBC onde atuou com controle de operações estruturadas, reportes diários e semanais ao Banco Central. Em 2014 se transferiu para o Grupo Sulpar, onde trabalhou na área de controladoria, com foco em budget, apuração de resultado e acompanhamento de indicadores econômico-financeiros. Ingressou na LMDM e participou de Fiscalizações de Empresas como CPFL Piratininga, CPFL Santa Cruz e EDP Bandeirante, Energisa Sergipe para o Processo de Revisão Tarifária Periódica junto a ANEEL. Participou de estudos desenvolvidos para a APINE, estudos internos da LMDM para divulgação ao mercado e aos clientes e do cálculo do Valuation da Compagas. Integrou a equipe para avaliação de 18 usinas hidrelétricas da empresa CEMIG para levantamentos dos ativos não amortizadas e passiveis de indenização pelo poder concedente. Compôs a equipe Fiscalização da Base de Remuneração, junto à ANEEL, da Concessionária de distribuição EFLUL e da COOPERALIANÇA de Santa Catarina e da Energisa Bragantina de São Paulo. Participou também de trabalhos de consultoria para a COPEL e AES SUL sempre com foco na avaliação de ativos e análises econômico-financeiras tarifárias. Integrou a equipe que trabalhou em parceria com a ARSESP na definição da metodologia de cálculo tarifário da SABESP. Desde 2018 elabora e ministra cursos de Contabilidade Regulatória e Regulação Econômica na ABAR, além de cursos de Fluxo de Caixa Descontado e Tarifas em Agências Reguladoras. Participou da equipe de avaliação dos ativos de Transmissão de Energia para o processo de revisão tarifária da ELETROSUL e TAESA, e trabalhos de unitização de ativos na COPEL, além de compor a equipe técnica de trabalhos de desestatização junto ao BNDES e e Valuation de empresas privadas. Desde 2018 atua na gestão de projetos de implantação de controladoria em empresas privadas de médio porte.