nossos cursos

Gestão de Ativos

O objetivo deste curso introdutório é apresentar ao aluno os principais conceitos de gestão de ativos e as vantagens que a implementação de um processo de gestão de ativos traz e como ela pode ser importante para aumento da eficiência de prestadores de serviços públicos. A importância do controle dos ativos para tornar o setor mais eficiente, benefícios que a maior eficiência na gestão dos ativos pode trazer a consumidores e investidores dos setores regulados.

O curso inclui exemplos reais de várias organizações privadas e governamentais para dar aos participantes uma melhor visão do que pode ser aplicado à sua organização ou ao seu departamento dentro da organização.

Tópicos:

  • Utilities do presente e do futuro
  • Recompensas, obstáculos e riscos no âmbito da gestão de ativos em indústrias de rede
  • Origem e histórico da evolução de gestão de ativos (PAS 55, ISO 55000)
    • Certificação
  • Principais conceitos e princípios de gestão de ativos
  • Políticas e estratégias
  • Plano de gerenciamento de ativos (AMP)
  • Sistema de gerenciamento de ativos
  • Padronização, controle, disponibilização e gestão de informações de gestão de ativos
    • Ciclo de Vida do Ativo (construção, operação e descarte)
      • Clássico e regulatório
  • Base de Remuneração Regulatória em concessionárias públicas reguladas
  • Semelhanças e diferenças da gestão de ativos clássica e regulatória
    • Teoria e case prático
  • Gestão de ativos com foco no compliance regulatório
    • Teoria e case (case setor elétrico e fazer conexão com uma agência reguladora estadual)
  • Gestão de ativos com foco na estratégia regulatória
    • Teoria e case prático
  • Passos necessários para estruturação organizacional de processos de gestão de ativos e sua manutenção

Previsão:

Data prevista mediante o fechamento de turmas.

Curso ministrado por:

Carga horária:

Valores:

Preços especiais para grupo de pessoas.

Conheça os instrutores:

%name%
%name%
Gestão de Ativos
Leandro Domaredzky
Sócio da LMDM. Especialista em Contabilidade e Finanças, mestrando em Regulação pela UNICAMP, começou sua carreira em 2003 na empresa de Consultoria em Engenharia de Produção da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, trabalhando em projetos de Engenharia de Segurança, Programas da Qualidade, Planejamento da Produção e Planejamento Estratégico. Na sequência em 2006, Leandro compôs a equipe de Planejamento Estratégico Comercial da Telecom Itália Móbile – TIM responsável pelo desenvolvimento de ferramentas de mapeamento e acompanhamento do mercado de Telecom na região Sul do Brasil (PR, SC e RS) e em seguida atuou no mercado financeiro como gerente no Banco Citibank. Possui forte histórico Internacional tendo vivido por 10 anos nos EUA onde teve a oportunidade de participar em 2008 como coordenador em um projeto de abertura do escritório regional da Pinnacle Security/Golden Gate Capital em Boston, EUA. Ao final de 2008, ingressou na EY onde atuou em diversos projetos de Gestão de Riscos, Compliance, Assuntos Regulatórios e Auditoria Interna em empresas ligados aos setores: Elétrico, Petroquímico e Agronegócio. Atua desde 2008 como consultor econômico-financeiro da Agência Nacional de Energia (ANEEL) desde 2008 coordenando trabalhos de consultoria em processos tarifários e análises regulatórias para a Superintendência de Fiscalização Econômico-Financeiro em mais de 30 concessionárias de distribuição e transmissão no Brasil. Na LMDM atuou em trabalhos de consultoria em regulação tarifária com viés de gestão e avaliação de ativos em concessionárias como AES Eletropaulo, Copel, Elektro, Ampla e Coelce. Ainda, participou de trabalhos de mapeamento de processos, riscos e competências para fins de estruturação de área de monitoramento de investimentos para fins tarifários na Copel Distribuição, Ampla e Coelce (ambos do grupo Enel). Foi responsável e atuou como o coordenador da LMDM em 2012 e 2013 pelo projeto de implementação do Manual de Controle Patrimonial do Setor Elétrico (MCPSE) em todas as empresas da Copel (Geração, Transmissão e Distribuição) em um total de ativo imobilizado de aproximadamente R$ 8 bilhões. Coordenou em 2015 e 2016 as equipes da LMDM no trabalho de levantamento, conciliação e avaliação de ativos de 18 usinas da CEMIG Geração e Transmissão cujas concessões não foram renovadas segundo a MP 579 e para fins de pleito de indenização à união segundo a REN 596/2013. Coordenou trabalhos similares para a EMAE em SP (ativos de geração) e Copel (ativos RBSE de transmissão) em 2016 e 2017. Também participou do projeto de P&D de empresas da APINE e ABRAGE (CEMIG, COPEL, CESP, EMAE, Eletrobras, FURNAS, CHESF, entre outras) para desenvolver estudos para determinação da metodologia de revisão tarifária para usinas geradoras a partir da Lei 12.783/13. Co-coordenou equipe de avaliação dos ativos de transmissão de energia para o processo de revisão tarifária da ELETROSUL, TAESA e Unitização de ativos na COPEL. Co-coordenou também o trabalho de avaliação de ativos de saneamento para fins de revisão tarifária periódica das concessionárias CASAN, SABESP, EMBASA e CONASA. Atualmente é coordenador do trabalho de Pesquisa e Desenvolvimento para a CEMIG-DIS que tem como objetivo o desenvolvimento de um sistema de otimização de recursos de investimento (CAPEX). Participa desde 2014 da Comissão de Estudos Especiais da ABNT que discute as melhores práticas na gestão de ativos regulatórios em concessões (ISO 55001).
Gestão de Ativos
Marilia Souza
Engenheira Civil formada em 2015 pela Universidade Federal do Paraná - UFPR, filiada no CREA. Começou sua carreira em 2012 no setor de engenharia da Prefeitura da Cidade Universitária da UFPR atuando na constituição de orçamentos e fiscalização de obras, continuando essa experiência no Banco do Brasil. Em 2013 acompanhou a execução de uma obra realizada pela Terrasse Engenharia e Construções desde sua fase inicial, adquirindo grande conhecimento na área da construção civil. Em 2014 teve a oportunidade de estudar e morar durante um ano na Inglaterra, agregando experiência e conhecimento internacional. Em 2015 ingressou na LMDM Consultoria e desde então participou da Fiscalização do Laudo de Avaliação da CAESB, no seu 2º ciclo, em parceria com a ADASA. Integrou a equipe de Fiscalização da Base de Remuneração, junto à ANEEL, das Distribuidoras EFLUL e CPFL paulista. Ainda compôs a equipe de avaliação, para fins de indenização, de 18 usinas hidrelétricas da CEMIG e de 7 estruturas hidroenergéticas da EMAE e, para fins de alienação, de uma subestação da TEKA Tecelagem Kuehnrich S.A. Também atuou na equipe de estudos econômico-financeiros para fins de concessão de 3 cemitérios em Blumenau, bem como do estacionamento rotativo e do serviço de pátio e guincho da cidade. Além desses projetos, atou em consultorias realizadas para a COPEL e ABRACE, compôs a equipe de auditoria de qualidade de informações da CAESB, em parceria com a ADASA, participou dos estudos de reequilíbrio econômico-financeiro da concessionária de esgotamento sanitário (BRK) de Blumenau, e compôs a equipe responsável pela avaliação econômico-financeira da MSGÁS, em parceria com o BNDES. Por fim, atuou na avaliação dos ativos da CASAN, CONASA e EMBASA, com destaque para as estruturas civis, em seus 1º ciclos de revisão tarifária ordinária, e da SABESP, em sua 3ª RTP.